Quinta-feira, 03.12.09

Hoje é o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, já falei aqui que sou especial!

 

Já vai longe o tempo em que me sentia mal por ser diferente, hoje à custa de muito esforço meu e da minha família consigo ter uma vida normal...mas a verdade é que não conseguir arranjar emprego me deitou abaixo, inconscientemente penso sempre que por ter algumas limitações físicas isso me prejudica em termos profissionais. Talvez seja só impressão minha, talvez não...a verdade é que quando me aceito como sou, porque sei que sou uma pessoa com capacidades como outra qualquer (um pouco caracol), a vida me corre melhor!

 

Não tenho vergonha em dizer que sou deficiente, tenho pena é que as pessoas nos tratem de forma diferente...é muito bonito dizer que 'somos todos iguais, mas todos diferentes', mas a realidade é que a maioria nos olha de lado, nos trata como coitadinhos e muitas portas se fecham! Hoje o dia serve para relembrar às pessoas ditas normais que nós existimos, porque amanhã volta tudo ao mesmo...mas a culpa não é só delas, é também nossa porque depende de nós mostrarmos aos outros que somos tão capazes mesmo que seja à nossa maneira!

 

 


sinto-me:

publicado por Teresa às 21:51 | link do post | comentar | ver comentários (9)

Quarta-feira, 13.05.09

Há muitos anos que não comprava o Pirilampo Mágico e estava longe de pensar que o ia fazer este ano, mas mal cheguei à Cercica (onde faço hidroginástica) vi os olhinhos do pirilampo e fiquei rendida tal qual uma criança...


Lembro-me quando era pequena era quase tradição comprar o pirilampo todos os anos, aquele objecto fofinho e carismático que é sempre igual só variando a cor trazia mesmo alguma magia a uma criança. O tempo foi passando, vamos crescendo e há hábitos que se perdem...o pirilampo foi sendo esquecido também.

 

O pirilampo mágico que me perdoe mas vou ter que falar das crianças que encontro todas as segundas e quartas na Cercica, um lugar construído a pensar nas pessoas especiais mas onde todos podem entrar e participar nas actividades. Por muito que esteja chateada com a vida, que tenha dores ou que esteja simplesmente de mau humor porque temos dias em que acordamos com os 'pés virados ao contrário', é impossível não sentir alegria ao ver as crianças, aquelas crianças. A vida não será fácil para elas, nem para as suas famílias, porque não é fácil para ninguém e para quem é diferente os obstáculos ainda se tornam mais gigantescos, já para não falar dos preconceitos sociais, mas  posso garantir-vos que é impossível uma família não ser feliz com uma criança como o J., a L., a C., a A., eles em poucos minutos fazem-me sorrir, o sorriso deles é contagiante e do tamanho do mundo...como que por magia tornam tudo tão simples! E acho que foi a pensar neles que este ano o pirilampo mágico me tocou tanto e o trouxe comigo assim que o vi.

(imagem do site da FENACERCI)

 

De relembrar que o pirilampo mágico está à venda desde o dia 9 de Maio até ao final do mês, desde 1987 que o objectivo desta campanha mágica consiste em ajudar as pessoas com deficiências, especialmente crianças, sendo também fundamental o papel de sensibilizar as pessoas de que somos todos iguais!


sinto-me: tocada pela magia infantil

publicado por Teresa às 19:00 | link do post | comentar | ver comentários (9)

Quarta-feira, 03.12.08

Na semana passada fui com o meu pai ao centro de saúde. É um local que não costumo ir muitas vezes, não por precisar poucas vezes de cuidados médicos (infelizmente), mas sim porque cada vez que vou a um centro de saúde ou urgência hospitalar costumo sair de lá pior do que entrei, sou um bixo raro, mas adiante...como tal foi uma 'visita' curiosa em que observei aquilo que deve ser o dia-a-dia de um centro de saúde.

 

Constatei que as instalações e aparelhos que têm até estão boas dado que é do estado, não tem o conforto e luxo que algumas clínicas privadas têm, mas está muito bem para os efeitos que têm, a única coisa que tenho apontar é que são sítios sempre muito sisudos, não há cores alegres nas paredes (em Londres os hospitais são coloridos, isso anima uma pessoa) e sorrisos das pessoas que trabalham nestes locais para com os utentes também há poucos...E aqui chegamos à parte fundamental da questão! Entre queixas e demoras oiço um senhor dizer "isto até está muito avançado na parte tecnológica, o problema é que em termos de recursos humanos tem vindo a diminuir", ora bem esta também foi a minha opinião...até podemos ter condições boas em que somos assistidos, mas não temos a simpatia, o sorriso, a ajuda mínima da pessoa que nos atende (há sempre excepções, estou apenas a dar a minha opinião da generalidade). Todos temos direito a ter um dia mau, a não estar com paciência para grandes festas e conversas, mas um sorriso para quem está a ser atendido não custa então quando estamos doentes sabe tão bem e só sabem dificultar a vida aos utentes é incrível. E bem sei que isto que assisti no centro de saúde passa-se na maioria dos locais públicos.

 

Fui tratar de uns assuntos relativos à minha isenção, isto porque no dia que fiz 25 anos deixei de estar isenta sabe-se lá porquê...pois ninguém sabe explicar, o que é certo é que não faz sentido porque tenho um atestado de incapacidade que é vitalício como tal a minha isenção tem todo o sentido que seja vitalício, qualquer pessoa de bom senso entende isso. Bem felizmente tive sorte e fui atendida por uma "boa pessoa", uma pessoa que tem perfil para estar num local destes, que tem consciência e bom senso, resolveu-me a situação em menos de 1minuto, fiquei com o assunto da isenção tratada, vitalícia como tenho direito.

 

Eu não sou daquelas pessoas que está sempre a criticar o país e o governo, pelo contrário, as pessoas que me conhecem sabem o quanto sou patriota e é difícil ouvirem-me falar 'mal' do nosso país, mas criticar o que nos parece que está mal acho que é um dever de todos como cidadãos. Para mim um dos grandes males do nosso país são as pessoas, as mentalidades, a falta de entreajuda entre as pessoas...vivemos na selva do salve-se quem pode, são as pessoas todas que constroem o que um país é, se não nos unirmos e ajudarmos nunca chegaremos a lado nenhum!

 

P.S.- O título foi uma brincadeira e mera referência, estilo os livros da Anita :)


sinto-me: apeteceu-me falar sobre isto!
música: Mafalda Veiga - Os Imortais

publicado por Teresa às 19:04 | link do post | comentar | ver comentários (4)

Domingo, 06.07.08

Este é um post que queria escrever há tanto tempo...faltava-me a inspiração, as palavras adequadas para descrever tudo aquilo que quero realçar aqui e juntamente há o receio, a emoção, muitos sentimentos à mistura...

Quando criei o blog não era com o intuito de falar de mim, pretendia escrever sobre o que penso e as minhas opiniões sobre variadas coisas, mas acho que com o tempo o meu cantinho cada vez mais é um "diário pessoal", não me importo com isso...deixo simplesmente o tempo correr e ver onde isto vai dar...como tal, hoje vou contar-vos uma "coisa muito minha", um facto que caracteriza a minha vida, que fez de mim a pessoa que sou hoje, que moldou a minha personalidade!

Cresci sendo uma criança frágil, isto porque tenho uma doença genética, um tanto o quanto rara que afecta os músculos. As células musculares não se desenvolveram o suficiente e de forma normal durante o desenvolvimento embrionário, o que me faz ter pouca força e ser bastante fraquinha de massa muscular. Normalmente, associado a esta doença estão problemas de coluna, os quais também tenho...tendo já sido operada e correu tudo bem felizmente. No fundo é uma doença que pode afectar tudo,porque se pensarmos bem os nosso corpo está repleto de músculos, os nosso orgãos têm diferentes tipos de músculos...mas ao fim de uns anos complicados, especialmente durante a adolescência, tenho hoje uma vida normal e a doença está "controlada" e estável. Mantém-se a incerteza do dia de amanhã...porque nem os médicos sabem o que pode acontecer, sinceramente nunca pensei muito nisso, vou simplesmente vivendo...

Isto faz-me ser especial, segundo a segurança social tenho uma deficiência de grau considerável, mas eu detesto a palavra deficiente, não tenho vergonha de o dizer...Só acho que tem uma conotação negativa, é demasiado carregada, por isso gosto de me chamar especial. Tenho uma vida normal como todos vocês...o meu trabalho, tenho amigos, tenho uma família que é o meu grande apoio e a quem devo tudo e tenho um namorado, que é como se fosse uma luz que me ajuda a seguir em frente, apenas tenho algumas dificuldades que vão sendo ultrapassadas. E se não fosse a postura diferente com que ando, muita gente nem percebia que tenho algo que me torna diferente...aqui chego ao ponto do post que é realmente importante! Escrevi tudo isto com um objectivo, pedir-vos que não olhem com um ar embasbacado, com um olhar de quem está a olhar para um ser raro, com um olhar que magoa para os que são diferentes. Porque no fundo somos todos diferentes mas todos iguais, só que há uns mais diferentes que outros....pensem em nós, pensem o que sentimos quando nos olham de modo diferente aos demais, a mim já nem me magoa porque já são muitos anos, magoa-me o facto de quem está comigo sentir o que eu já senti...gosto do modo como a minha caracoleta relativiza a coisa nessas situações, acho que me tenta proteger como mãe que é, gosto do modo como o J. me aperta a mão com força ou me abraça nesses momentos! Apesar de tudo isto, sou muito feliz...tenho tudo e mais do que sempre sonhei, claro que gostava de ser como a maioria de vocês e não ter que ter tantos cuidados, não ter dores por vezes, mas a verdade é que quando não podemos mudar as coisas temos que aprender a viver com elas e isso foi o que fiz e venho fazendo ao longo dos meus 24 aninhos.

Não quero com isto que tenham pena de mim, porque isso é o que mais abomino....mais do que contar uma coisa sobre mim, como já vos disse pretendo fazer um apelo a todos vocês que passem por aqui e percam uns minutos a ler isto... Quando virem alguém diferente, especial, não olhem com aquele olhar que magoa, que fere, um sorriso cai sempre bem ou simplesmente olhem como olham para todos aqueles que são considerados normais pela sociedade. Eu sei que muitas vezes não olham por mal, nao o fazem com a maldade, mas nós sentimos!


sinto-me: muito bem
música: Lara Fabian - Love by grace

publicado por Teresa às 20:04 | link do post | comentar | ver comentários (20)

Quem sou & onde estou...

Caracolinho é alcunha claro está! Digo-vos que me assenta que nem uma luva...Gosto da minha concha, de me sentir protegida, quanto ao resto... tenho um mundo inteiro para descobrir e desbravar, talvez me encontre verdadeiramente num recanto qualquer. A vida é feita de encontros e desencontros e agora começo a percebê-lo!

Perfil

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


101 Things on 1001 Days

Lista de Tarefas


(49/101) 49% Realizadas!
Posts recentes

Hoje também é o meu dia

A magia das crianças espe...

Caracolinho vai ao Centro...

Ser especial...

comentários recentes
Boa tarde,O anti inflamatório que tomei foi o beta...
Não, isto aconteceu num laboratório! :)
Boa noite,Qual anti inflamatório seu médico lhe in...
faz parte de um parque natural??
estes comentadores sao muito perversos!! o:
Tags

todas as tags

Posts mais comentados
Links
Dedução de despesas com saude animal em IRS
Baú de posts
blogs SAPO