Quarta-feira, 3 de Dezembro de 2008

Na semana passada fui com o meu pai ao centro de saúde. É um local que não costumo ir muitas vezes, não por precisar poucas vezes de cuidados médicos (infelizmente), mas sim porque cada vez que vou a um centro de saúde ou urgência hospitalar costumo sair de lá pior do que entrei, sou um bixo raro, mas adiante...como tal foi uma 'visita' curiosa em que observei aquilo que deve ser o dia-a-dia de um centro de saúde.

 

Constatei que as instalações e aparelhos que têm até estão boas dado que é do estado, não tem o conforto e luxo que algumas clínicas privadas têm, mas está muito bem para os efeitos que têm, a única coisa que tenho apontar é que são sítios sempre muito sisudos, não há cores alegres nas paredes (em Londres os hospitais são coloridos, isso anima uma pessoa) e sorrisos das pessoas que trabalham nestes locais para com os utentes também há poucos...E aqui chegamos à parte fundamental da questão! Entre queixas e demoras oiço um senhor dizer "isto até está muito avançado na parte tecnológica, o problema é que em termos de recursos humanos tem vindo a diminuir", ora bem esta também foi a minha opinião...até podemos ter condições boas em que somos assistidos, mas não temos a simpatia, o sorriso, a ajuda mínima da pessoa que nos atende (há sempre excepções, estou apenas a dar a minha opinião da generalidade). Todos temos direito a ter um dia mau, a não estar com paciência para grandes festas e conversas, mas um sorriso para quem está a ser atendido não custa então quando estamos doentes sabe tão bem e só sabem dificultar a vida aos utentes é incrível. E bem sei que isto que assisti no centro de saúde passa-se na maioria dos locais públicos.

 

Fui tratar de uns assuntos relativos à minha isenção, isto porque no dia que fiz 25 anos deixei de estar isenta sabe-se lá porquê...pois ninguém sabe explicar, o que é certo é que não faz sentido porque tenho um atestado de incapacidade que é vitalício como tal a minha isenção tem todo o sentido que seja vitalício, qualquer pessoa de bom senso entende isso. Bem felizmente tive sorte e fui atendida por uma "boa pessoa", uma pessoa que tem perfil para estar num local destes, que tem consciência e bom senso, resolveu-me a situação em menos de 1minuto, fiquei com o assunto da isenção tratada, vitalícia como tenho direito.

 

Eu não sou daquelas pessoas que está sempre a criticar o país e o governo, pelo contrário, as pessoas que me conhecem sabem o quanto sou patriota e é difícil ouvirem-me falar 'mal' do nosso país, mas criticar o que nos parece que está mal acho que é um dever de todos como cidadãos. Para mim um dos grandes males do nosso país são as pessoas, as mentalidades, a falta de entreajuda entre as pessoas...vivemos na selva do salve-se quem pode, são as pessoas todas que constroem o que um país é, se não nos unirmos e ajudarmos nunca chegaremos a lado nenhum!

 

P.S.- O título foi uma brincadeira e mera referência, estilo os livros da Anita :)


sinto-me: apeteceu-me falar sobre isto!
música: Mafalda Veiga - Os Imortais

publicado por Teresa às 19:04 | link do post | comentar

4 Comentários:
De Jorge Soares a 4 de Dezembro de 2008 às 00:17
Olá

Por acaso a ultima vez que fui ao centro de saúde fui muito bem tratado, na altura até escrevi um post sobre isso. Mas infelizmente não é a norma...e acho que quando as coisas estão mal, devemos falar disso, pode ser que alguém nos ouça.

Mas tens razão, o problema deste país sao algumas mentalidades....

Beijinho
Jorge


De Sem Nome a 4 de Dezembro de 2008 às 14:33
Bem já sabes que concordo plenamente com o que dizes, os centros de saúde pelo menos o meu é jeitosinho e presta-se para o efeito. Já mais grave é ouvir um funcianiária do centro de saúde falar no "vírus da pneumonia" em vez da bactéria mas pronto loool este post é daqueles irritantes porque vou ver tanta hipocrisia respondida que enfim ... mesmo aqueles andam sempre a dizer mal de tudo e de todos no país vão falar mal destes próprios ... hmm é nestas alturas que psicologia seria uma carreira interessante ... :P
Beijinhos e os números é que dão cabo de mim !! =/


De mimi a 4 de Dezembro de 2008 às 16:30
Olá Caracolinho,

Gostei do título.
Depois concordo com tudo o que escreveste. Penso que as pessoas andam tão embrenhadas nos seus problemas que nem param para olhar para o lado, fazem o trabalho como se de uma máquina se tratasse.

Pepita


De enfermeiro_de_serviço a 9 de Dezembro de 2008 às 02:12
Infelizmente por circustancias varias tenho que concordar contigo..

Há coisas que não conseguimos perceber..por muito que tentemos..

Situações de injustiça..há muitas..mas quem de direito..devia tratar de corrigi-las..não agrava-las.

gostei muito do teu blog:) parabens

bjs

p.s. mafalda veiga-os imortais..grande musica:)


Comentar post

Quem sou & onde estou...

Caracolinho é alcunha claro está! Digo-vos que me assenta que nem uma luva...Gosto da minha concha, de me sentir protegida, quanto ao resto... tenho um mundo inteiro para descobrir e desbravar, talvez me encontre verdadeiramente num recanto qualquer. A vida é feita de encontros e desencontros e agora começo a percebê-lo!

Perfil

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Postcards Exchange
101 Things on 1001 Days

Lista de Tarefas


(49/101) 49% Realizadas!
Posts recentes

A minha última palavra...

"O Último Livro"

Just saying...

#45 Época do Tomate

#44 Praia (1ºdia)

#43

#42 Chocolate Heart

#30 Just love crocs!

#29 Made by me & for me (...

#28 Fim-de-semana X(X)L

comentários recentes
Boa tarde,O anti inflamatório que tomei foi o beta...
Não, isto aconteceu num laboratório! :)
Boa noite,Qual anti inflamatório seu médico lhe in...
faz parte de um parque natural??
estes comentadores sao muito perversos!! o:
Tags

todas as tags

Posts mais comentados
Links
Dedução de despesas com saude animal em IRS
Baú de posts
blogs SAPO
Add to Technorati Favorites