Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Serei cruel por não sentir amor relativamente a um familiar próximo?

Não consigo sentir, simplesmente não consigo! Não quero.

Não sinto nada...nem pena consigo sentir. É triste, mas é a realidade.


Já o disse uma vez... 'não és minha avó'

...nunca o soubeste ser e magoas as pessoas que mais amo.

Chamo-te avó só por respeito a ti e principalmente ao teu filho.

Talvez seja fria, dura, mas não consigo ser diferente. Sou assim.

 

 

 

 

 

 


sinto-me: a contar os dias...

publicado por Teresa às 21:55 | link do post | comentar

9 Comentários:
De drink a 24 de Novembro de 2008 às 22:37
Deixa lá prima, devemos ter a mesma avó então, porque eu também não sinto nada pela minha. Ela não deve saber que sou neta dela, porque sou tratada de maneira diferente sempre. Mas eu também não a conheço como avó. Enfim, existem sempre destas pessoas na família não é?

Bjinho, e força.


De Teresa a 24 de Novembro de 2008 às 22:55
Parece que sim, infelizmente há casos destes espalhados por todas as famílias...custa-me o que fazem sofrer as pessoas, sofrem e fazem sofrer, mas parece que lhes está no sangue, é incompreensível!

Beijinhos prima, obrigado pelas palavras.


De Inês ;) a 25 de Novembro de 2008 às 11:01
Não amiga, não és cruel por isso!
Ès humana, e como humana nã tens o dever de amar ninguém, principalmente alguém que parece não merecer!
Não te deixes influenciar por isso, se não sentes, não sentes! Como se diz aqui na faculdade "Habemos pena", se realmente queria o teu amor, que fizesse por isso!
Não sejas dura
contigo própria!!

Beijocas


De Jorge Soares a 25 de Novembro de 2008 às 11:03
Eu entendo-te, porque também sou assim, por muito família que seja, não consigo gostar de pessoas que não merecem o carinho de ninguém, de pessoas amargas,... a vida é dar e receber.

Beijinho
Jorge


De Teresa a 30 de Novembro de 2008 às 11:19
Exactamente Jorge, disseste tudo...tudo na vida é dar e receber. Ela nunca soube dar nada, mentira deu algumas coisas materiais pelos anos, mas o que realmente importa para se criar laços de amor nunca soube dar! É triste, mas cada um escolhe o seu caminho.

Beijinho grande***

P.S.- Desculpa a minha ausência no teu cantinho, sei que não levas a mal, mas eu gosto de dizer um "desculpa", tenho lido alguns posts mas sempre à pressa. Digo agora um até já!


De conchinha a 25 de Novembro de 2008 às 11:17
Não és cruel... A pessoa pode ser da tua família, mas se não tem atitudes como tal, não podemos gostar dela como se fosse um membro da família...

Bjs


De chezki a 25 de Novembro de 2008 às 15:19
Partilho contigo palavras e sentimentos.
Sei que sou uma agitadora, uma revolucionária, uma eterna contestadora e causei uma situação que nunca ninguém esperava presenciar, mas algo precisava de ser feito. As pessoas precisam de ser sacudidas, de despertarem perante as realidades que não querem ver, de, pelo menos, tentar mudar o que está errado.

A família é das poucas coisas que não se escolhe, aceitámos esta avó, que nunca o foi, durante todos estes anos, agora basta de tanta arrogância, de tanta falta de respeito pelo outros, pelo próximo, por aqueles que cuidam dela o melhor que sabem e podem, privando-se por completo da suas próprias vidas.

- BASTA -

Não te censures, tu és uma óptima neta e estás coberta de razão.
Tens revelado um grande sentido de responsabilidade, cabeça fria, personalidade 100%.

Sinto cada mais orgulho no meu Caracolinho!

Tenho tantas saudades... estou desejosa de voltar.

Beijocas
Mãe Caracoleta





De sandra a 25 de Novembro de 2008 às 16:34
Não acho que sejas má por isso. Até o coraçao tem que ter razoes para sentir ... seja o que for.

beijinhos


De DyDa/Flordeliz a 25 de Novembro de 2008 às 17:37
Sabes Caracolinho não somos todos iguais. Não reagimos todos da mesma maneira, e o feitio é moldado pela vida que tivemos.
Muitos não chegam a dar amor porque também nunca o receberam.
Outros têm colado à pele a arrogância, a prepotência e o autoritarismo, não conseguindo em toda a vida ficar despidos dessa carapaça.

É difícil ser velho!
É difícil cuidar de velhos!
É difícil aceitarmo-nos ou sermos aceites na velhice.
Se há idosos doces como o mel, também os há amargos, irrequietos e ingratos (mesmo dependentes) pois não é fácil desfazer a "tal segunda pele" que toda a vida foi usada.

Acredito que tentas dar o teu melhor. E se o fazes nada mais deves exigir à tua pessoa, nem sentir que és tu a errada.
Dás o que podes e o que sabes…

Um dia quem sabe não se faz luz nesse espírito apagado da tua avozinha e ela acorda a tempo de ser meiga e merecer também um pouco de ternura. Quem sabe?!
Nada apaga o que foi feito. Mas para a frente é que é o caminho.
Para ti beijinhos carinhosos e ternurentos.



Comentar post

Quem sou & onde estou...

Caracolinho é alcunha claro está! Digo-vos que me assenta que nem uma luva...Gosto da minha concha, de me sentir protegida, quanto ao resto... tenho um mundo inteiro para descobrir e desbravar, talvez me encontre verdadeiramente num recanto qualquer. A vida é feita de encontros e desencontros e agora começo a percebê-lo!

Perfil

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Postcards Exchange
101 Things on 1001 Days

Lista de Tarefas


(49/101) 49% Realizadas!
Posts recentes

A minha última palavra...

"O Último Livro"

Just saying...

#45 Época do Tomate

#44 Praia (1ºdia)

#43

#42 Chocolate Heart

#30 Just love crocs!

#29 Made by me & for me (...

#28 Fim-de-semana X(X)L

comentários recentes
Boa tarde,O anti inflamatório que tomei foi o beta...
Não, isto aconteceu num laboratório! :)
Boa noite,Qual anti inflamatório seu médico lhe in...
faz parte de um parque natural??
estes comentadores sao muito perversos!! o:
Tags

todas as tags

Posts mais comentados
Links
Dedução de despesas com saude animal em IRS
Baú de posts
blogs SAPO
Add to Technorati Favorites