Quarta-feira, 20 de Agosto de 2008

Um desabafo....preciso de fazê-lo!

 

Estar sozinha em casa com o gajo é bom, é muito bom, mas podia ser muito melhor quando não temos alguém muito próximo da família sempre a intrometer-se em tudo, só não se mete na cama porque já era um bocadinho demais! O J. anda a passar-se e com razão, mas eu sou da família tenho que aturar o que sempre foi assim a vida toda, aquilo que os meus pais também sofreram a vida toda, a constante intromissão na vida deles!

 

Não sei como aguentam isto...felizmente os meus pais voltam hoje, com eles cá em casa fica tudo na mesma está claro, a minha avó virá cá todos os dias e mais que uma vez, fará as perguntas e comentários que detestamos, haverá sempre o clima estranho quando aparece ao fim de jantar, mas sem os meus pais aqui a coisa ainda se torna mais insuportável!

 

E isto é um desabafo perdido, um conflito de sentimentos cá dentro...porque a minha avó está errada, o J. tem razão, mas é família...está sozinha, nós somos a família dela, há aquela coisa que não se explica! Talvez o mal já esteja feito e já não mude nada agora, devia ter havido um "corte umbilical" há anos atrás...mas independentemente disso todos os casais precisam de espaço, será que ela não percebe isso?!


sinto-me:
música: sem som

publicado por Teresa às 22:00 | link do post | comentar

7 Comentários:
De P. Barbosa a 21 de Agosto de 2008 às 00:05
Nunca tenhas medo de fazer o que é razoável. Calmamente, explica-lhe.

Ou então, se preferires (e esta maneira é tão honesta quanto a primeira) devolve as perguntas com perguntas igualmente inconvenientes. Ou iguais, ou semelhantes. Inconscientemente, as pessoas adaptam-se e as perguntas desaparecem. Garanto-te.


De Sem Nome a 21 de Agosto de 2008 às 06:40
Miúda estou a comentar a horas indecentes lool porque andamos meio ocupados e com pouco tempo para comentar :(.
Sei o que é isso e acredita que é um verdadeiro inferno , mesmo quando não há casais em jogo !! Tenham muita calma e paciência ... eu tive a minha avó a viver comigo em tempos e posso dizer que chegou uma altura que fugia dela literalmente pois não aguentava a pressão e só me apetecia rebentar com tudo ...
Por isso respirem fundo contem até dez e não acreditem que irá mudar , pois isso já se sabe que não irá acontecer.
Beijoca grande tenho saudades de falar contigo a ver se volto mais para a normalidade , sexta feira já me vou matricular !! =D
Beijinhos e tem um bom dia miguita^^


De Kai a 21 de Agosto de 2008 às 14:44
Intromissão, intromissão.. tanta coisa pode ser dita sobre isso. A minha vó vive comigo (como te acabei de dizer lol) e por acaso o único problema que podemos ter com ela é a saúde dela.. Mas olha, não tens sorte por esse clima que a a tua vó gera, mas tens sorte pela paciência do gajo!

Força aí, e já agora... dá-lhe uma salsicha pa ela se calar!

Bju


De Ana_v a 21 de Agosto de 2008 às 18:11
A minha avó que faleceu sempre viveu connosco mas nunca se metia em nada. Não dava opiniões que não eram pedidas, já a minha outra avó...
Sei bem do que estás a falar e por vezes também não sei como se consegue aguentar certas coisas. É como tu dizes "é família...está sozinha, nós somos a família dela, há aquela coisa que não se explica".

Bjs


De abelhinha a 21 de Agosto de 2008 às 21:46
Apesar de a minha avó não viver comigo até há pouco tempo (até começar a trabalhar) estava com ela todos os dias... Agora que o trabalho já não permite a nossa convivência diária telefono-lhe todos os dias e mantemos o nosso almoço de familia semanal em casa dela. É uma mullher de garra, que lutou e sofreu imenso e que dá tudo pela familia. Claro que as nossas "modernices" lhe fazem alguma confusão, muitas vezes critica a forma como os filhos educam os netos (mas é tudo para nos defender ;)) e tenho a sorte de puder contar com ela para desabafar sem ser julgada/critica ou sem ela se intrometer na minha vida.

Há que ter paciência e às vezes é preciso ter "ouvidos moucos" e fingir que não se ouve.

Beijinhos e boa sorte ;)


De Lil a 22 de Agosto de 2008 às 10:38
ela ate podia passar todos os dias... mas podia nao ser chatinha e nao fazer comentarios tristes né?


De conchinha a 23 de Agosto de 2008 às 10:05
Se ela fizesse as visitinhas e não falasse demais, se calhar era melhor. Tens sorte do teu gajo ter paciência... Mas se falares com ela, será que não adianta?

Bjs


Comentar post

Quem sou & onde estou...

Caracolinho é alcunha claro está! Digo-vos que me assenta que nem uma luva...Gosto da minha concha, de me sentir protegida, quanto ao resto... tenho um mundo inteiro para descobrir e desbravar, talvez me encontre verdadeiramente num recanto qualquer. A vida é feita de encontros e desencontros e agora começo a percebê-lo!

Perfil

Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Postcards Exchange
101 Things on 1001 Days

Lista de Tarefas


(49/101) 49% Realizadas!
Posts recentes

A minha última palavra...

"O Último Livro"

Just saying...

#45 Época do Tomate

#44 Praia (1ºdia)

#43

#42 Chocolate Heart

#30 Just love crocs!

#29 Made by me & for me (...

#28 Fim-de-semana X(X)L

comentários recentes
Boa tarde,O anti inflamatório que tomei foi o beta...
Não, isto aconteceu num laboratório! :)
Boa noite,Qual anti inflamatório seu médico lhe in...
faz parte de um parque natural??
estes comentadores sao muito perversos!! o:
Tags

todas as tags

Posts mais comentados
Links
Dedução de despesas com saude animal em IRS
Baú de posts
blogs SAPO
Add to Technorati Favorites